Consultoria de Imagem e Estilo Como Profissão

Especialista em moda que presta consultoria à empresas e pessoas físicas, ter amplo conhecimento em moda sensibilidade para detectar as necessidades, as aspirações e o estilo de cada cliente são os requisitos principais da minha profissão, que vem crescendo muito no Brasil. Muitos diziam que só pessoas ricas podiam contratar o trabalho de uma consultora de imagem e estilo, hoje mudou bastante, todos se atentaram da importância que tem para a vida profissional e pessoal. Hoje ter um consultor de imagem próprio passou a ser uma necessidade, pois vestir-se bem e corretamente  traz melhorias visíveis a vida das pessoas.

Saiba mais sobre Consultoria de Estilo

O que é ser um consultor de moda?

O consultor de moda é o profissional que tem conhecimento de todas as tendências de moda lançadas nos principais pólos industriais do mundo. Com isso, está apto a orientar e dar uma consultoria em termos de moda, cores, estilo, tecidos, silhuetas, etc. A consultoria de moda pode ser pessoal ou voltada à sua imagem profissional. Na pessoal, o cliente terá segurança para se vestir de um modo que realmente expresse quem ele é, de acordo com seu estilo e personalidade. No caso da imagem profissional, a consultoria será para que a aparência esteja sempre adequada ao seu ambiente de trabalho e objetivos profissionais

As principais características como uma consultora de imagem e estilo

  • boa apresentação
  • habilidade para lidar com pessoas
  • capacidade de persuasão/convencimento
  • responsabilidade
  • capacidade de organização
  • criatividade
  • ser pesquisador
  • ter habilidades manuais
  • ser conhecedor da história da arte e moda
  • conhecimento da anatomia humana
  • honestidade
  • paciência

Curiosidades da história de moda

A moda surgiu em meados do século XV no início do renascimento europeu. A palavra moda significa costume e provém do latim modus. A variação da característica das vestimentas surgiu para diferenciar o que antes era igual, usava-se um estilo de roupa desde a infância até a morte. A partir da Idade Média, as roupas eram diferentes seguindo um padrão que aumentava segundo a classe social, houve até leis que restringiam tecidos e cores somente aos nobres. A burguesia que não era nobre, mas era rica, passou a imitar o estilo nobre das roupas iniciando um processo de grande trabalho aos costureiros que a partir de então, eram obrigados a produzirem diferentes estilos para diferenciar os nobres dos burgueses.
Com a revolução industrial no século XVIII, o custo dos tecidos diminuiu bastante, em 1850 com a invenção das máquinas de costura o custo dos tecidos caiu ainda mais. A partir de então, até os mais humildes puderam comprar roupas melhores.
Mesmo após a facilidade das confecções, as mulheres ainda eram privadas da modernidade continuando a usar roupas sob medida. A partir desta dificuldade, surgiu a alta costura que produzia diferentes estilos por meio de estilistas que inventavam tendências.

Estou sempre aberta a responder e-mails com perguntas e possíveis dúvidas, sintam-se à vontade.

Até a próxima.

_Priscila Ribeiro_

Anúncios

Obrigada pelo seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s